ACIGABC

Notícias

DE OLHO NO MERCADO, MBIGUCCI INVESTE EM CENTROS LOGÍSTICOS

21.01.2022

Com o crescimento do e-commerce no Brasil e a necessidade de uma melhora na infraestrutura para potencializar a logística dos produtos comprados por meios eletrônicos, empresas iniciaram uma forte busca por condomínios logísticos, principalmente nos grandes centros do país. Ao RD Momento Econômico desta quarta-feira (19/01) o diretor técnico da MBigucci, Milton Bigucci Junior, revelou detalhes do mais novo investimento da construtora na região, o MBigucci Business Park Santo André.


Em um terreno de 110 mil metros quadrados, na avenida dos Estados, a construtora pretende construir um centro com 65 mil metros quadrados para abrigar os produtos das mais diversas empresas. Esse será o terceiro empreendimento deste tipo na região, outros dois condomínios foram feitos em Diadema e São Bernardo.

Com o sucesso das duas primeiras unidades, totalmente ocupados, a MBigucci aproveitou a necessidade do mercado para conseguir emplacar este tipo de construção, principalmente próximos aos principais centros comerciais do país e das rodovias que ligam estes centros aos aeroportos e portos, como no caso do ABC.

Bigucci relatou que investidores até investem a mais para conseguir uma área próxima a Capital. “Tudo é uma questão de viabilidade financeira, pois os terrenos perto dos grandes centros são mais caros e aí precisamos fazer aquela conta, se a locação vai compensar em relação a sua viabilidade financeira no empreendimento. Então as construtoras voltadas para esse empreendimento estão sim buscando terrenos mais próximos aos grandes centros, mas não significa que não buscamos terrenos em cidades que não estão tão próximas, mas que ficam perto de grandes rodovias”, explicou.

A expectativa é que o condomínio em território andreense, a 1 km do Centro, seja entregue até o próximo ano. Outra expectativa é a criação de 2 mil empregos diretos com as empresas que ocuparam esses espaços. Milton reafirma que tais locais são procurados pelos mais variados tipos de empresa, desde aquelas que trabalham com produtos do dia-a-dia da população até os que precisam guardar grandes peças para a indústria.

O empresário deixa claro que ainda há muito espaço de crescimento para essas construções, principalmente ao comparar com outros países do mesmo porte com o Brasil, como os Estados Unidos. A própria MBigucci busca encaminhar um acordo para outro centro logístico em Santo André, algo que ainda depende de acertos com os investidores.

Residencial

Presidente da Acigabc (Associação dos Construtores, Imobiliárias e Administradoras do Grande ABC), Milton Bigucci Junior relata que a expectativa é que 2022 tenha um novo crescimento no setor, não do tamanho de 2021, mas que o mercado seguirá aquecido. Outro porém é que não será repetido o cenário visto com o boom imobiliário na região em 2009, a ideia é um crescimento levando em conta outras ações.

Questionado sobre as reclamações sobre a falta de algumas matérias primas, o que chamou a atenção no ano passado, Bigucci afirmou que o cenário está se normalizando, mas que a preocupação no momento é com a escassez de mão de obra para as novas construções.





últimas notícias